Assim proteges o teu filho contra o bullying

Zo bescherm jij jouw kind tegen pesten

É um cenário de pesadelo para todos os pais: o teu filho está a ser vítima de bullying. Ajuda, o que fazer agora? Infelizmente, isso ainda acontece nos dias de hoje e pode acontecer com o teu filho também. Felizmente, tu, como pai, podes fazer muito para ajudar o teu filho. Neste blog, partilhamos as nossas dicas para ajudar o teu filho a lidar com o comportamento de bullying dos seus colegas e, talvez ainda mais importante, como reconhecer os sinais de bullying no teu filho.

Estes são os sinais a que deves estar atento no teu filho

Cada criança e cada situação são diferentes. No entanto, existem sinais que podem ser reconhecidos em muitas crianças. Por exemplo, notaste que o teu pequeno aventureiro está a mostrar comportamentos diferentes de repente? Está atento e conversa com o teu filho. O bullying faz com que o estado emocional das crianças mude, levando-as a agir de forma diferente. Isso inclui recolhimento social, mas também o entusiasmo com que o teu filho vai para a escola. Se as notas escolares do teu filho mudarem de uma maneira que não estás habituado, conversa também com ele. Pode ser que o teu filho tenha uma boa razão para essas "piores" notas. Por último, presta atenção aos sinais físicos. Se o bullying envolver violência física, o teu filho pode estar a sofrer com isso.

Como evitar que o teu filho seja ou continue a ser vítima de bullying?

Pode ser que reconheças um sinal e descubras que o teu filho está a ser alvo de bullying. Isso é obviamente uma experiência desagradável para o teu pequeno. Mas felizmente, tu, como pai, podes oferecer muito apoio e até ajudar a resolver a situação. Abaixo, encontras as nossas quatro dicas para evitar que o teu filho seja ou continue a ser vítima de bullying.
  1. Vai conversar com ele: Conversar realmente pode ajudar. Se o teu filho conversar contigo, isso aumenta o vínculo de confiança entre vocês. Esse vínculo evita que o teu filho se sinta sozinho. Assim, o teu filho sente que existem soluções.
  2. Contacta a escola: Como pai, não podes estar na escola o dia todo. Por isso, os professores são bons aliados para vigiar a situação. Os professores são treinados para lidar com o bullying. Assim, podem intervir de uma forma que realmente ajude o teu filho.
  3. Considera o bullying online: Hoje em dia, o bullying não acontece apenas nos recreios. As crianças também enfrentam o bullying online. Ao ensinares os teus filhos desde pequenos sobre como o cyberbullying acontece, tornas-nos mais resistentes aos perigos da Internet. Prevenir é melhor do que remediar.
  4. Educa sobre bullying: O teu filho não está a ser alvo de bullying? Ótimo para ti e para o teu pequeno herói. No entanto, recomendamos discutir as consequências do bullying com o teu filho. Ao ensinares ao teu filho as consequências do bullying, evitas situações de bullying, ou até mesmo que ele próprio se torne um agressor. Isso garante que o teu filho seja poupado e, eventualmente, menos crianças enfrentarão o bullying.

Como estás a iniciar a conversa com os teus filhos sobre bullying?

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários necessitam de ser aprovados antes de serem publicados.